Unetri Faculdades

Loading

NOTÍCIAS

Carreira
Geral

69% DOS EGRESSOS DO ENSINO SUPERIOR ESTÃO EMPREGADOS EM ATÉ UM ANO APÓS A FORMAÇÃO, SEGUNDO INDICADOR DE EMPREGABILIDADE

Dados constam da 1º edição do Indicador ABMES/Symplicity de Empregabilidade (IASE)
Fonte: ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior) - Ediçao: Luiz Carlos Gnoatto / Ascom Unetri

 
Apesar do período pandêmico, o investimento na formação superior continua sendo muito importante para a empregabilidade
De acordo com a 1º edição do Indicador ABMES/Symplicity de Empregabilidade (IASE), divulgada em 19 de janeiro, 69% dos egressos do ensino superior estão empregados após até um ano da colação de grau, e a remuneração média geral é de R$ 3,8 mil.
O levantamento inédito foi realizado a partir da parceria da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e a Symplicity, empresa de solução de software de empregabilidade e engajamento estudantil.
O indicador também contou com a colaboração do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e 10 instituições particulares de ensino superior.
A abordagem foi inspirada na metodologia da associação internacional NACE, um dos principais instrumentos de coleta e avaliação da situação profissional de egressos nos Estados Unidos.
 
UNETRI
Com essa visão de empregabilidade e formação profissional, a Unetri Faculdades prepara os seus alunos para as melhores oportunidades de carreira durante e após a graduação.
Diante disso, a Unetri mantém o Programa Empregabilidade, que já colocou dezenas de acadêmicos no mercado de trabalho, com atuação destacada.
Desta forma, a empregabilidade é o ponto forte para os egressos da Unetri.
 
INDICADOR ABMES/SYMPLICITY
Gabriel Custodio, gerente regional Brasil da Symplicity Corporation comentou os próximos passos.
O 1º Indicador ABMES/Symplicity de Empregabilidade (IASE) avaliou a colocação profissional de quase 2 mil egressos que colaram grau entre meados de 2020 e meados de 2021, ou seja, no momento mais crítico para ocupação profissional no decorrer da pandemia da Covid-19.
Ainda assim, 48,82% dos formados estavam em ocupações formais, 10,86% trabalhando como autônomos ou profissionais liberais, 2,77% como empresários e apenas 2,82% estavam na informalidade.
Entre os bacharéis e tecnólogos, o aproveitamento no mercado de trabalho foi mais significativo, de 70% e 69%, respectivamente. Em contrapartida, os profissionais que fizeram licenciatura alcançaram índice de 61%. Aqueles que estão empregados na área de formação tiveram melhores resultados na ocupação de vagas profissionais: 81% entre quem fez bacharelado, 69% entre os licenciados. Contudo, entre os tecnólogos, o percentual foi de 51%.
A pesquisa também levou em consideração a remuneração dos recém-formados. A média salarial geral foi de R$ 3.799,29, sendo R$ 3.972,52 no grupo de bacharéis, R$ 3.709,48, entre os tecnólogos e R$ 2.392,86 entre os licenciados. O valor médio se eleva quando a ocupação é na área de formação e chega a R$ 3.805,53.
 
ÁREAS DE TRABALHO MAIS PROMISSORAS
O IASE apontou ainda as áreas com maior empregabilidade, conforme a área de graduação dos egressos pesquisados.
Os profissionais na área de TI estão no topo da lista, com 82% que declararam estar trabalhando, 77% deles na área de graduação. Nas Engenharias, 77% estão contribuindo ao mercado de trabalho, 93% trabalhando na área. Entre os profissionais de Saúde também há um salto: 72% está empregado, 85% atuando na área de formação.
Merecem destaque, entre as áreas apuradas, os recém-formados em Direito, campo em que 53% estão no mercado de trabalho e 63% na própria área. Mais da metade dos egressos em Negócios, Comunicação e Educação também garantiram ocupação para que foram preparados nas instituições de ensino superior.
Os investimentos em tecnologia e a continuidade das atividades no setor de construção civil são apontados como impulsionadores da maior oferta de vagas em TI e Engenharias, bem como na média salarial dos egressos, R$ 5.268,75 e R$ 4.476,94, respectivamente.
A retomada das atividades do Turismo garantiu maior remuneração para os formados na área de Hospitalidade (R$ 4.550,00) e o aumento na demanda por profissionais de Saúde garantiu salários iniciais médios de R$ 3.912,62.

Fonte: Fonte: ABMES - Edição: Luiz Carlos Gnoatto / Ascom

Logo E-MEC
qr code acesso e-mec

ACESSSE JÁ!

Consulte aqui
o cadastro
da instituição
no Sistema
e-MEC

VESTIBULAR 2023

Já garantiu a sua inscrição no Vestibular 2023 da Unetri Faculdades?

Entre em contato conosco e nos envie suas dúvidas e sugestões!

(49) 3644-0314
(49) 3644-2986