Notícias UNETRI

Inovação

UNETRI É PARCEIRA DE PROGRAMA QUE PRETENDE CRIAR AMBIENTE DE INOVAÇÃO NA FRONTEIRA

La Frontera Inova tem como objetivo transformar a economia dos municípios fronteiriços do Sudoeste do Paraná com a implantação de programas para startups e ideias inovadoras
 
Fonte: Assessoria de Comunicação do Sebrae/PR
Foto: Edson Mackeenzy (um dos mais influentes empreendedores do ecossistema de inovação no Brasil), Denise Barroso (cofundadora da plataforma PliQ) e Elizandro Ferreira (consultor do Sebrae/PR) em uma das atividades do programa (Crédito: Divulgação)

 
No dia 24 de agosto, teve início um novo programa na fronteira do Sudoeste do Paraná com a Argentina.
O La Frontera Inova envolve 12 municípios fronteiriços e busca transformar a região, considerada de baixo dinamismo econômico, pelo incentivo à inovação e ao surgimento de startups.
A iniciativa é resultado da parceria entre o Comitê de Desenvolvimento Territorial das Micro e Pequenas Empresas (La Frontera Brasil/Argentina), Sebrae/PR, Sicredi Fronteiras, SudoValley (Comunidade de Startups do Sudoeste) e três instituições de Ensino Superior da Fronteira - IFPR, Unetri Faculdades e Faculdade Iguaçu.
O evento de abertura, digital, teve palestra com Edson Mackeenzy, considerado um dos mais influentes empreendedores do ecossistema de inovação no Brasil, com o tema “Empreendendo no mundo digital”.
No mesmo dia, começou o primeiro dos três Ideathons programados, na Faculdade Iguaçu.
Os outros dois acontecerão de 8 a 14 de setembro, no IFPR, e de 1º a 8 de outubro, na Unetri Faculdades.
O Ideathon segue nova metodologia do Sebrae/PR, tem duração de sete dias e trabalha a criação de alternativas e solução de problemas.
Também está programada uma trilha de startups, com workshops, consultorias e mentorias.
O objetivo é que as propostas desenvolvidas durante os Ideathons possam ser estruturadas e validadas como novos negócios.
Esta primeira etapa culminará com a Mostra de Projetos Tecnológicos da Fronteira, em novembro.
Cesar Giovani Colini, gerente da Regional Sul do Sebrae/PR, destaca que o La Frontera Inova é a evolução das atividades desenvolvidas na fronteira desde 2007.
“É, também, uma evolução do Sistema Regional de Inovação do Sudoeste (SRI). O ecossistema expandiu e estamos chegando com a metodologia nos territórios de baixo dinamismo inovador do Estado, a Fronteira entre eles. Temos parceiros importantes nesta nova jornada, com projetos para temáticas tão importantes como o empreendedorismo e a inovação”, detalha Cesar Colini.
O La Frontera Inova é direcionado para estudantes de escolas técnicas e universidades públicas e privadas que tenham cursos e/ou disciplinas ligados à inovação, tecnologia, empreendedorismo e inovação.
Também podem participar os empreendedores da comunidade e egressos das instituições de ensino parceiras.
O diretor acadêmico da Unetri Faculdades, e integrante do grupo de Educação do La Frontera, Jonas Grejianin Pagno, destaca que a instituição, desde que foi fundada, sempre teve o empreendedorismo e a inovação como valores.
“Faz todo o sentido participarmos das ações ligadas a esses temas. O La Frontera Inova dará aos nossos acadêmicos a oportunidade de tirar ideias do papel e validá-las com consultores e mentores especialistas em empreendedorismo e inovação”, ressaltou Jonas.
Ele também comenta que o grupo de Educação já vinha discutindo sobre possibilidades para o incentivo à inovação quando surgiu o Sebrae/PR.
“Estávamos buscando alternativas e o Sebrae trouxe esta proposta muito interessante e que contempla a região”, afirmou.
A Sicredi Fronteiras é parceira do programa.
José César Wunsch, presidente da cooperativa de crédito, acredita que o La Frontera Inova pode beneficiar a economia local e também contribuir para o desenvolvimento e modernização da própria instituição financeira.
“Como cooperativa de crédito há 30 anos, sempre buscamos nos envolver com as comunidades em nossa área de atuação. O momento requer novas atitudes e habilidades, novos comportamentos e formas de tomada de decisões. Não é diferente na Sicredi Fronteiras. Em fevereiro, criamos o comitê de Tecnologia e Inovação”, conta Wunsch.
O presidente da Sicredi Fronteiras ressalta ainda que a intenção é integrar os projetos das startups que serão criadas com o comitê da instituição.
“Poderão surgir novos processos ou produtos. As startups estão trazendo novas ideias em todo o mundo e podem trazer benefícios para a região da Fronteira”, encerra José César Wunsch.

Compartilhe esta notícia:

Para uma melhor experiência em nosso site, por favor, aceite os nossos cookies de navegação.

Existem algumas opções que podem não funcionar sem a utilização dos cookies. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, visite a nossa Política de privacidade.