Notícias UNETRI

Trabalho de Campo

ACADÊMICOS DE ADM E CONTÁBEIS FAZEM PESQUISA NA TRIFRONTEIRA PARA A ELABORAÇÃO DE INDICADORES SÓCIO-ECONÔMICOS

O trabalho está sendo desenvolvido considerando seis temas específicos, envolvendo os setores público, de serviços, de varejo, de comércio exterior, de indústria e de agricultura
 
Acadêmicos do terceiro período, dos cursos de Administração e de Ciências Contábeis, da Unetri Faculdades, estão desenvolvendo mais um trabalho de campo, na forma de uma pesquisa, envolvendo os setores público e privados da trifronteira.
A partir da pesquisa, serão elaborados indicadores, par serem apresentados à comunidade.
O trabalho, coordenado pelos professores Ademir Zimmermann e Raquel Antônia Sabadin Schmidt, envolve as disciplinas de Ação da Articulação Administrativa e Articulação da Ação Contábil.
“Por serem disciplinas mais práticas, buscamos trazer elementos de pesquisa, e definimos um tema interdisciplinar, envolvendo seis professores da instituição, em seis temas específicos, na produção deste trabalho”, citou Ademir Zimmermann.
O tema central do trabalho é: “Indicadores da complexidade econômica e social da trifronteira”, e envolve os municípios de Barracão, Dionísio Cerqueira e Bom Jesus do Sul.
Os seis temas específicos envolvem os setores público, de serviços, de varejo, de comércio exterior, de indústria e de agricultura.
“Norteados por estes seis temas, buscamos informações dos três municípios, em sites e portais de transparência, e ofereceremos indicadores importantes para a região, que possam contribuir com o poder público e a iniciativa privada nas tomadas de decisão, por exemplo”, salientou Ademir.
Na primeira fase do trabalho, foi feito o levantamento da realidade da trifronteira, par saber quantas empresas existem, divididas pelos segmentos de comércio, indústria, prestadores de serviço e poder público.
Na fase atual, os questionários das pesquisas estão sendo encaminhados às empresas, para serem respondidos, e os acadêmicos, professores coordenadores do trabalho e direção da Unetri solicitam que quem receber o questionário o responda e o devolva para a compilação dos dados.
“Quanto maior o número de questionários que tivermos respondidos, mas eficiente, concreto e efetivo serão os indicadores sociais e econômicos que poderemos compilar e apresentar às empresas e à comunidade”, conclui o professor Ademir.

Compartilhe esta notícia:

Para uma melhor experiência em nosso site, por favor, aceite os nossos cookies de navegação.

Existem algumas opções que podem não funcionar sem a utilização dos cookies. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, visite a nossa Política de privacidade.