Notícias UNETRI

Mérito

EQUIPE DA UNETRI CONQUISTA O 4º LUGAR NO DESAFIO HACKTHON ONLINE DO SEBRAE/PR

Unetri competiu com diversas instituições de ensino superior e tecnológico do estado do Paraná
 
Uma equipe de acadêmicos do curso de Ciências Contábeis, da Unetri Faculdades, de Barracão, participou do Desafio do Hackathon Online, promovido pela Regional Sul do Sebrae/PR.
A equipe foi composta pelos acadêmicos Bruna Kehl Saldanha, Dara Vitória da Silva, Gustavo de Bortoli e Hérik Júnior Galvão.
O desafio, desenvolvido 100% online, foi realizado entre os dias 30 de março e 4 de abril.
A competição teve a participação de 17 equipes, das quais nove passaram para a fase final.
A Equipe da Unetri ficou entre as nove finalistas e acabou o Desafio Hackthon na 4ª colocação.
Além da equipe da Unetri, participaram equipes dos campus do Instituto Federal do Paraná – IFPR de Barracão, de Curitiba, de Capanema, de Palmas e de Pinhais; dos campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR de Dois Vizinhos, de Francisco Beltrão e de Pato Branco; da Unioeste (campus em várias cidades do Paraná); da Unicentro (campus em várias cidades do Paraná); da Faculdades Mater Dei (Pato Branco);  Faculdade Municipal de Educação e Meio Ambiente – Fama (Clevelândia); da Uniguaçu (União da Vitória); da Unisep (Dois Vizinhos e Francisco Beltrão) e do Centro Universitário de Pato Branco – Unidep (ex-Fadep).
A equipe da Unetri desenvolveu o projeto chamado Apollo 13, um site, que será lançado nos próximos dias, criado a partir de um questionário, voltado aos empresários da trifronteria, que apurou o que a classe empresarial está sentindo e o que está pensando desse contexto todo, quais suas dúvidas e necessidades para enfrentar esse momento, entre outros questionamentos.
O site Apollo 13 contém sugestão de ações a serem desenvolvidas, acompanhamento, esclarecimento de dúvidas e várias outras informações e procedimentos.
 
Segundo o acadêmico, Gustavo de Bortoli, a iniciativa de participar do Hackathon se deu através de convite da coordenadora do curso de Contábeis, professora Raquel Antônia Sabadin Schmidt, e do sentimento dos acadêmicos de se desafiarem a fazer algo diante do atual contexto.
“Durante a competição surgiram vários questionamentos, tipo "como ajudar?" e "o que os empresários precisam de verdade?". Foi aí que vimos o tamanho da importância do desenvolvimento do projeto e como ele poderia beneficiar a trifronteira. A partir de então, trabalhamos duro durante os cinco dias, para desenvolver o Apollo 13”.
Gustavo destacou que chegar na 4ª colocação, entre tantas instituições, foi gratificante e uma honra para os acadêmicos e para a Unetri.
“Esperamos que, com o apoio de todos, a iniciativa consiga ajudar o empreendedorismo da trifronteira a crescer” ressaltou Gustavo.
 
O Consultor de Negócios do Sebrae/PR Regional Sul – Pato Branco, Elizandro Ferreira, explicou que o objetivo do Hackathon Online foi integrar as instituições de ensino superior e tecnológico das regiões Sudoeste e Sul do Paraná, além de outras regiões do estado, para pensar na inovação e em soluções, através do desenvolvimento de produtos ou de serviços, que contribuam para minimizar os efeitos da crise provocada pelo coronavírus, principalmente as setor das micro e pequenas empresas.
 
A coordenadora do curso de Ciências Contábeis da Unetri, professora Raquel Antônia Sabadin Schmidt, afirmou ser motivo de orgulho para a instituição a participação do grupo de alunos no projeto e o resultado conquistado.
“Falo isso com satisfação, pois eles me orgulham. São alunos do primeiro período, com dois meses de aulas, que foram para a competição e enfrentaram inclusive pessoas já formadas e de alto nível de conhecimento. Parabéns aos acadêmicos pela iniciativa, envolvimento e determinação, demostrando capacidade para aproveitar uma oportunidade, fazer a diferença e conquistar um quarto lugar em uma competição de alto nível”, salientou Raquel.
Ela enfatizou a brilhante ideia do projeto, que levou o nome de Apollo 13, uma alusão ao filme de mesmo nome, “Apollo 13, do desastre ao triunfo”, no qual os personagens do filme precisavam correr contra o tempo e desenvolver um respirador para sua sobrevivência, fazendo uma analogia com o cenário atual que o mundo enfrenta.
“Neste sentido, o projeto desenvolvido pelos acadêmicos servirá como um ‘respirador’, como ‘fôlego de vida’ para as empresas e pessoas, porque vai lhes levar informação. Nesse momento, ter acadêmicos que elaboram um questionário, perguntando quais as principais necessidades para enfrentar os desafios, é algo valioso e não se vê a todo o momento, pois é uma preocupação solidária com as empresas e as pessoas. As empresas são formadas por pessoas e a necessidade de usar esta fermente á algo presente, atual, que estamos enfrentando hoje. E para suprir esta necessidade, os acadêmicos criaram este site”.
Raquel enfatizou que os acadêmicos não pensaram, em nenhum momento, em criar algo com algum intuito financeiro.
“Tudo foi feito com recursos próprios e não foi pensando na questão financeira, mas sim nas áreas social e econômica e em melhorar a vida das pessoas. E é esse tipo de atitude, e desse tipo de profissional que o mundo precisa, pessoas resilientes que fazem a diferença. O brilho e o mérito é desses alunos, que muito ainda desenvolverão até o final do curso. Somo gratos por fazermos parte dessa linda história”, afirmou Raquel.
 
O coordenador de ensino da Unetri, professor Jonas Grejianin Pagno, destacou o emprenho e o mérito da equipe de acadêmicos.
“Foi uma grande oportunidade de ampliar o aprendizado e de praticar seus conhecimentos. A equipe está de parabéns, pela dedicação e pelo ótimo resultado obtido no desafio, que foi fruto do trabalho e empenho de cada um e da orientação dos mentores. Que esta ação sirva de exemplo e motivação para os demais acadêmicos”, concluiu Jonas.
 
Hackathon Online
O projeto foi pensado em parceria pelo Sebrae/PR Regional Sul, com o Projeto de Startaps R, o Sudovalley - Comunidade de Startups do Ecossistema de Inovação do Sudoeste do Paraná e o Sistema Regional de Inovação”.
Os patrocinadores do projeto são a SGP Healt Tech e a Cresol, com o apoio de todas as instituições de ensino superior e técnico regiões Sul e Sudoeste do Paraná.

Compartilhe esta notícia:

Para uma melhor experiência em nosso site, por favor, aceite os nossos cookies de navegação.

Existem algumas opções que podem não funcionar sem a utilização dos cookies. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, visite a nossa Política de privacidade.