Notícias UNETRI

Extensão

ACADÊMICOS DA UNETRI DESENVOLVEM PROJETO DE INCLUSÃO DIGITAL NA TERCEIRA IDADE

Iniciativa envolveu integrantes do grupo de idosos Vivendo a Vida, de Dionísio Cerqueira

 

A Unetri Faculdades, de Barracão, realizou mais um curso de extensão.

O curso: “Inclusão digital na terceira idade”, foi ministrado por acadêmicos dos cursos de Ciências Contábeis , Juliana Medeiros Guimarães, Laura Sofia dos Santos e Gustavo Lopeskl, e de Pedagogia, Liliana Mabel Raizer e David Alan Morineli Kafer.

A oficina aconteceu no dia 25 de outubro, das 14 às 17 horas, no laboratório de informática da Unetri.

Segundo explicou a coordenadora dos cursos de extensão, Rosana Salete Peccininn, a evolução tecnológica é um desafio para a terceira idade, em acompanhar este processo e estar incluso nele.

“Definimos o tema, elaboramos um questionário e fomos recebidos pela coordenação dos grupos de idosos de Dionísio Cerqueira, e pelas pessoas da terceira idade, quando apresentamos o projeto. A aceitação foi positiva, destacando a relevância da iniciativa”, explicou Rosana.

Ela ressaltou que durante a conversa com os idosos, foi constatada a dificuldade, dos mesmos, em se adaptar aos avanços tecnológicos, o receio em manusear os aparelhos e a necessidade deles que alguém os oriente nesse processo.

Os principais interesses demonstrados pelo grupo foi quanto ao manuseio das redes sociais, principalmente o WhatsApp e Facebook, além de pesquisas no Google.

“As informações, repassadas junto com a prática, através de informações claras e precisas sobres essas redes sociais e os passos a serem seguidos, possibilitará, aos idosos, compreender melhor qual a utilidade de cada ferramenta, e aprender a usá-las com maior facilidade em seu cotidiano”.

A coordenadora de extensão ressaltou que trabalhar essas dificuldades, através do projeto, contribuiu para o entendimento do processo pelos participantes, despertando-lhes o interesse em aprender e se tornarem independentes nestas tarefas relacionadas à tecnologia.

“Nosso projeto proporciona aos idosos, não apenas utilizar as tecnologias contemporâneas, como celulares e computadores, mas também a terem mais qualidade de vida, gerando um sentimento positivo de inclusão”, concluiu Rosana Salete Piccininn.


Compartilhe esta notícia: