Notícias UNETRI

Trabalhos

COMO FAZER PESQUISAS EFICIENTES

Se desde criança você tem dificuldade com os trabalhos de pesquisa, vamos te ajudar dando algumas dicas sobre como fazer pesquisas de forma eficiente

 

Fonte: Universia Brasil / universia.com.br

Foto: Imagem ilustrativa (reprodução: blog.portalprominas.com.br / Fotolia)

 

Sabemos como ao longo de nossa vida acadêmica recebemos a tarefa de desenvolver diversos trabalhos de pesquisa e o fato é que, para algumas pessoas, há uma grande dificuldade em entregá-los da forma correta.

Muitas pessoas acreditam que pesquisa não passa de um mero copia e cola de outros documentos, quando, na verdade esta é uma visão muito equivocada.

 

O conceito de pesquisa

Um trabalho de pesquisa envolve um processo composto de ações organizadas com o intuito de buscar respostas para a questão motivadora, culminando em um estágio onde o pesquisador possa agregar mais conhecimento ao tema.

Muitas vezes, as pesquisas resultam em novas dúvidas, o que irá motivar ainda mais pesquisas sobre o mesmo tema.

Existem vários tipos de pesquisa, mas em todas elas, manter uma boa sistemática é um elemento essencial para um resultado confiável.

A pesquisa, por natureza, é um processo investigativo com o objetivo de construção de conhecimento.

Pode parecer algo simples, mas quando falamos de uma investigação séria, devemos seguir parâmetros e cumprir requisitos para seu resultado ter respaldo dentro da comunidade acadêmica.

 

Tipos de pesquisas

O primeiro passo, para saber como fazer pesquisas, é saber identificar com qual tipo trabalho você está desenvolvendo.

Existem alguns tipos consagrados que podemos elencar sem a intenção de esgotar o tema:

1. Pesquisa bibliográfica - Elaborada com base em material já publicado (livros, periódicos etc).

2. Pesquisa descritiva - Sua finalidade é observar, catalogar e analisar fatos sem, contudo, emitir juízos de mérito a respeito do seu resultado, apenas descrevendo-os.

3. Pesquisa laboratorial - É feita se valendo de ambientes controlados com objetivo de observação do resultado.

4. Pesquisa empírica - Utiliza experimentações para verificar se as teses sobre determinado fato são verdadeiras ou falsas.

5. Pesquisa de campo - Parte da observação de fatos do mundo, com sua análise e interpretação dos resultados. Neste último aspecto é que se diferencia da pesquisa descritiva.

6. Pesquisa acadêmica - Geralmente realizada no ambiente acadêmico, tem como objetivo a produção de conhecimento sobre certos assuntos.

 

Grosso modo, as pesquisas acadêmicas podem ter duas naturezas:

Quantitativa - Reflete seus resultados baseando-se em dados. Geralmente utiliza as regras estatísticas para o tratamento dos números obtidos ao longo do processo de pesquisa.

Qualitativa - Os cálculos são deixados em segundo plano, pois aqui o objetivo é mais

 

Como fazer uma pesquisa eficiente

Existem algumas dicas que ajudam a transformar o processo de pesquisa em algo eficiente e orientado para o resultado.

 

Reflita sobre o tema e determine o problema

O primeiro passo é definir o escopo da pesquisa, que deve versar sobre um assunto que o pesquisador idealmente já detém algum conhecimento e quer descobrir mais.

Normalmente, uma pesquisa surge a partir de uma questão motivadora. Se você precisa obter uma aprovação para desenvolver seu trabalho, esse item deve ser instigante, claro e detalhado.

 

Defina a tese que você pretende verificar

Caso você queira verificar uma tese que acredita ser verdadeira, desenvolva-a, deixando claro para a comunidade acadêmica aquilo que você considera ser uma hipótese.

 

Determine os métodos de pesquisa que irá utilizar

Existem inúmeras metodologias de pesquisa e a escolha de quais utilizar vai depender muito do assunto que você determinou como seu objeto de estudos.

Neste momento, você pode definir um cronograma de pesquisa, incluindo as revisões e a data limite para sua conclusão.

 

Faça uma busca extensiva de fontes

Você pode utilizar inúmeros tipos de fontes, como documental, entrevistas com pessoas que tem relação com o objeto da pesquisa, experimentos e, é claro, a própria internet.

Não esqueça que, ao final, você deverá indicar todas as fontes utilizadas, por isso mantenha este controle para evitar a perda de informações ao final da pesquisa.

 

Faça uma curadoria do material obtido através das fontes

Para um bom resultado, você deverá analisar o material obtido em suas fontes para determinar o que não é pertinente e então desconsiderá-lo.

Neste estágio, perceba que um resultado que negue a sua tese não deve ser sumariamente descartado, podendo ser aproveitado para investigar sua origem e se aprofundar no tema.

 

Registre suas informações e escreva a pesquisa

Uma vez feito todo o tratamento do material obtido através de suas fontes, comece a registrar o que encontrou.

Para aqueles que não têm facilidade para escrever, uma boa sugestão é começar elencando tópicos e depois desenvolver cada tópico em textos.

Compartilhe esta notícia: