Notícias UNETRI

Empreendedorismo

SEBRAE/PR PROMOVE A EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA EM MUNICÍPIOS DA FRONTEIRA DO PARANÁ COM A ARGENTINA

O município de Barracão implantou o programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos em todas as escolas da rede municipal. Pranchita aderiu ao programa neste ano

 

Fonte: Savannah Comunicação Corporativa - empresa licitada do Sebrae/PR

Fotos: Divulgação/Professores e consultores do Sebrae em Pranchita e em Barracão

As transformações nas relações humanas, de trabalho e de mercado, cada vez mais velozes, estão exigindo um novo perfil dos jovens.

Eles precisam ser empreendedores, com competências múltiplas, que saibam atuar em equipe, adaptar-se, enfrentar desafios e promover transformações.

Para que os futuros cidadãos possam ocupar o papel de protagonistas na sociedade, o Sebrae/PR desenvolve o programa de Educação Empreendedora.

 

Região de Fronteira

Na Regional Sul do Sebrae/PR, os municípios da fronteira do Paraná com a Argentina, têm desenvolvido atividades com a solução Jovens Empreendedores Primeiros Passos - JEPP.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Elizandro Ferreira, os professores regentes (que receberam o repasse metodológico do programa) fazem o planejamento e as execuções das atividades, envolvendo os demais professores.

“Todos os professores, que estão ministrando aulas para uma mesma turma, envolvem-se com a metodologia do programa. Isso ajuda a desenvolver nos alunos as habilidades empreendedoras, como liderança, adaptação às condições apresentadas e trabalho em equipe, tão necessárias na nossa vida atual”, relatou Elizandro.

 

Barracão

Em Barracão o JEPP foi implantado no início de 2014.

Atualmente, todos os alunos, de primeiro ao quinto ano, da rede municipal, são contemplados com o Programa.

O município foi reconhecido por ter o Programa em 100% das escolas.

A professora Marines Aparecida Bassanesi Costa, coordenadora do JEPP em Barracão, ressaltou que são sete escolas municipais, três na zona rural e quatro na cidade que trabalham com a metodologia.

“Toda a rede municipal tem atividades do JEPP, comtemplando cerca de 820 alunos. Nas escolas, os conteúdos são trabalhados pelos professores, em disciplinas como Inglês, Espanhol, Artes e Educação Física. O objetivo é desenvolver as habilidades empreendedoras nas crianças e as atividades acabam envolvendo toda a comunidade escolar, desde os colaboradores da instituição até os pais dos alunos”, conta Marines.

A Escola Municipal Eurilemo Lúcio Zanette é uma das sete escolas de Barracão a contar com o JEPP.

Nas oito turmas – Pré I e Pré II e Ensino Fundamental do primeiro ao quinto ano – os conteúdos são trabalhados em paralelo às demais disciplinas.

“Ocorre de forma interdisciplinar, pois os professores planejam suas aulas direcionando os conteúdos e adequando às disciplinas, incluindo Português, Matemática, Ciências, Espanhol, Inglês e Artes”, contextualizou a diretora da escola, Marli Domingues de Lima.

“Estou na direção desde 2013 e observo ótimos resultados junto aos alunos e professores, incluindo resultado visível de transformação junto às famílias, que se dispuseram à mudança de hábitos com perfil empreendedor”, completou a diretora.

 

Pranchita

Em Pranchita, o Programa foi implantado no início deste ano.

As quatro escolas da rede municipal – Escola Municipal Marcia Canzi Malacarne, Escola Municipal David Canzi, Escola Rural Municipal Monteiro Lobato e Escola Rural Municipal Santa Zolin Bolzan – totalizam 343 alunos, do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental.

Segundo a coordenadora do JEPP no município, Geni de Marchi Silva, todos os docentes foram capacitados, mas a aplicação dos conteúdos é feita por duas professoras, uma no turno da manhã, outra no vespertino.

“As crianças estão mais organizadas, criativas e já demonstram alguns dos comportamentos empreendedores desenvolvidos nas atividades práticas. Percebemos também que toda a comunidade escolar está envolvida e demonstra interesse nas aulas”, ressaltou Geni.

A coordenadora acrescenta que os conteúdos são específicos para cada ano.

A degustação de chás, visitas a viveiros, cultivo de hortas, dinâmicas de equipes, construção de brinquedos com sucata e pesquisas são apenas algumas das muitas atividades trabalhadas com os alunos. A mais recente delas aconteceu no dia 10 de julho, com alunos do segundo ano.

“Realizamos o Dia da Pizza, enfocando os sabores dos alimentos. As crianças trouxeram os ingredientes, montaram as pizzas e degustaram. Foi a sequência de outra atividade, o cultivo da mini horta”, concluiu a professora Geni.

Compartilhe esta notícia: