Notícias UNETRI

Capacitação

UNETRI REALIZA SEMANA DE FORMAÇÃO DOCENTE, PARA A VOLTA ÀS AULAS

Palestra de abertura da semana tratou sobre a Programação Neurolinguística e os instrumentos para potencializar a aprendizagem do empreendedorismo e a relação professor e aluno
 
A Unetri Faculdade realizou, nesta semana, a formação continuada de docentes, visando a volta às aulas.
As atividades iniciaram na segunda-feira, 16 de julho, com uma palestra, ministrada por Ana Paula Frizzo, de Curitiba.
Ana Paula é consultora credenciada do Sebrae em desenvolvimento de pessoas, coach executiva, master em Programação Neurolinguística e coaching, psicóloga, pós graduada em marketing e em gestão de recursos humanos, MBA em gestão de negócios, com 30 anos de experiência em gestão de pessoas, tendo trabalhado 17 anos como gerente de recursos humanos da Spaipa (Coca Cola).
Segundo explicou a palestrante, o encontro trabalhou técnicas para facilitar a aprendizagem para o aluno, capacitando os professores sobre as técnicas da Programação Neurolinguística, que poderão ser utilizadas em sala de aula.
“Essas técnicas facilitarão, em muito, as atividades em sala de aula, com grande contribuição para que os resultados sejam atingidos com maior eficácia e facilidade por parte dos alunos”, ressaltou Ana Paula.
“Os professores, à medida que conhecem mais sobre comportamento humano e modelo mental, entendem que cada pessoa ‘funciona’ de uma forma diferente. Diante disso, é importante a criação de um rapport, uma ponte, com os alunos, e de estar criando um relacionamento positivo. O comportamento do professor reflete muito na sala de aula, e é fundamental o professor ter esse comportamento flexível, a mente aberta e entender que cada pessoa tem um modelo mental, uma crença, e saber lidar com isso, sabendo quebrar crenças limitantes dos alunos, trazendo-os para o estado mental favorável de aprendizado, criando um bom ambiente. Assim, os resultados serão de muita eficácia”, enfatizou Ana Paula Frizzo.
 
Na opinião da professora de Instituições de Direito Público e Privado, Ana Paula Goldani Martinoto Resck, a palestra foi de suma importância, contribuindo para que os docentes possam melhor interagir e se integrar com os alunos, conhecer a realidade da vida dos alunos, para aplicar, com maior eficiência, os conteúdos em sala de aula.
“Este curso de Programação Neurolinguística - PNL demonstrou várias formas e vários caminhos para entender o aluno e esclarecer suas dúvidas, que muitas vezes não são referentes ao entendimento do conteúdo, mas envolvem questões pessoais ou coletivas da própria turma, e assim resolver essas questões da melhor forma possível, tendo sempre o aluno do nosso lado, trabalhando e construindo teorias e conteúdos junto com o professor”, salientou a professora.
 
Já o professor de Psicologia, Matias Trevisol, citou que a iniciativa da Unretri vem ao encontro da necessidade dos professores também estarem continuamente se capacitando, conhecendo novas ferramentas, novas experiências e novas ideias.
“Isso é primordial, não apenas em sua área de conhecimento específico, mas na atuação enquanto docentes, nos relacionamentos com os alunos e nas técnicas que podem ser melhoradas, sempre com o objetivo de melhorar o processo de ensino/aprendizagem. Com essas técnicas que estamos vendo na palestra, poderemos melhorar, em muito, a construção do conhecimento. O professor não detém o conhecimento de tudo, mas auxilia na aprendizagem. É uma troca, e o bom relacionamento com os acadêmicos faz com que a produção do conhecimento seja efetiva”, afirmou o professor.
 
Segundo o diretor de ensino da Unetri, Jonas Grejianin Pagno, A instituição tem parceria com Sebrae, através da Regional Sul, e o gestor de Educação da regional, Elizandro Ferreira, disponibilizou a palestra com Ana Paula Frizzo.
“A palestra estimulou o debate sobre a relação entre professor e alunos, através de uma perspectiva da Programação Neurolinguística, da técnica do rapport, para que os professores aprimorem a condução dos processos educacionais, a partir de uma intencionalidade e de objetivos claros, aprofundando os debates sem entrar em aspectos pessoais e ressentimentos reativos”.  
 “A relação entre professor e aluno tem uma base afetiva, que é fundamental para o desempenho, em sala de aula, tanto do professor quanto do aluno, que conseguem mais eficiência no processo de transmissão de conhecimento”, disse Jonas.
 
A formação teve continuidade na terça-feira, 17 de julho, quando Jonas Pagno e a coordenadora do curso de Pedagogia, Elizandra Fiorin Soares, trabalharam temas como planos de ensino e avaliação do ensino/aprendizagem.
Na noite da quarta-feira, 18 de julho, aconteceram as reuniões dos colegiados de Administração, de Pedagogia e de Ciência Contábeis, para o planejamento das atividades do segundo semestre.

Compartilhe esta notícia: