Notícias UNETRI

Motivação

MOTIVAÇÃO DE ALUNO PODE VENCER BARREIRA SOCIAL, AFIRMA ESTUDO

Nas estatísticas educacionais, o nível socioeconômico dos alunos é uma das variáveis mais influentes no sucesso educacional

    

Não parece haver dúvidas de que jovens motivados podem ter melhores resultados na escola.

Mas, um estudo, com informações do Pisa, a avaliação internacional de aprendizagem, indica que alunos com grau mais elevado de boas atitudes e motivações podem superar barreiras socioeconômicas.

Nas estatísticas educacionais, o nível socioeconômico dos alunos é uma das variáveis mais influentes no sucesso educacional.

Entretanto, ao analisar resultados do Pisa 2015, a consultoria McKinsey concluiu que alunos mais pobres, mas com alto índice de motivação, alcançam resultados superiores a estudantes de nível socioeconômico mais alto, mas com motivação considerada baixa.

Pelo menos em ciências, área analisada.

Assim, para alunos que frequentam escolas de baixo desempenho, “uma mentalidade de motivação bem calibrada equivale a saltar para uma condição socioeconômica mais elevada”, diz o estudo.

Os alunos brasileiros, considerados bem motivados, têm nota 18% superior aos menos motivados, segundo o relatório.

O comportamento é similar em outras regiões do mundo.

Para a América Latina, no geral, a diferença é de 14%.

Ao separar os alunos em quatro níveis socioeconômicos, o estudo mostrou que, no grupo dos mais pobres, os estudantes mais motivados conseguiram média de 400 pontos em ciências, ou 51 pontos a mais do que o obtido pelos menos motivados do mesmo perfil.

A distância de pontuação equivale, segundo a escala do Pisa, a mais de um ano de aprendizagem.

Essa média é também superior à obtida por estudante do nível socioeconômico mais elevado, mas com pouca motivação (378 pontos).

Já alunos ricos, com muita motivação, têm média de 434.

 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/educacao/

Foto: http://kids.pplware.sapo.pt/educacao/

Compartilhe esta notícia: