Notícias UNETRI

Financiamento Estudantil

NOVO FIES: INSCRIÇÕES COMEÇARÃO NO DIA 19 DE FEVEREIRO

Prazo irá até o dia 23 de fevereiro. Programa oferece créditos para estudantes cursarem o ensino superior em instituições privadas. IES têm até 29 de janeiro para aderir
 
Fonte: g1.globo.com/educação – Foto: Imagem Ilustrativa (blog.portalpravaler.com.br)
O Ministério da Educação (MEC) divulgou o período de inscrição do Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies): do dia 19 ao 23 de fevereiro.
O programa oferece créditos para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas.
Para disputar as vagas, os alunos precisam cumprir dois requisitos:
Ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas, igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).
Possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) até 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies.
 
INSCRIÇÃO DE INSTITUIÇÕES
As instituições de ensino que queiram oferecer vagas pelo Fies têm até o dia 29 de janeiro para assinar o Termo de Participação.
O prazo foi prorrogado, na última segunda-feira, 22 de janeiro, após publicação no Diário Oficial da União.
Antes, o período terminaria em 19 de janeiro.
 
MUDANÇAS

Saiba quais são as mudanças aprovadas pelo Congresso:
 
Fies 1 (sucessor do atual modelo)
Para estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos per capita
Taxa de juros real igual a zero
Acaba a carência de 18 meses após o fim do curso e o estudante terá que começar a pagar assim que se formar
Os recursos virão de um Fundo Garantidor, mantido obrigatoriamente pelas faculdades, que terão de fazer aportes proporcionais à sua taxa de inadimplência.
A União está autorizada a colocar até R$ 3 bilhões nesse fundo.
O texto-base previa que a União não poderia fazer aportes adicionais, mas esse trecho foi retirado do projeto.
 
Fies 2 (nova modalidade)
Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita
Taxas de juros usadas para empréstimos dos fundos regionais, hoje na ordem de 2,5% a 3%
Os recursos virão de bancos regionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e os fundos constitucionais de financiamento dessas regiões.
Os empréstimos serão geridos por esses bancos
Os financiamentos só poderão ser concedidos nessas regiões.
O objetivo é diminuir as desigualdades regionais.
 
Fies 3 (nova modalidade)
Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita
Recursos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Os contratos serão geridos por bancos privados
Financiamentos poderão ser concedidos para estudantes de todo o país.

Compartilhe esta notícia: